RASGO

Vila Velha (ES) - Brasil, 2021

“Rasgo” é uma dramaturgia pós-dramática escrita a partir de notícias de jornal; escrita para um Teatro que se vale do fragmento, dos saltos do olhar, das sonoridades, das atmosferas e do estranhamento.

 

A peça foi escrita no núcleo de dramaturgas capixabas “Elas Tramam”, durante atividade que ganhou o apoio da SECULT através do Edital Diversidade. 

 

Ao propormos uma peça radiofônica para esta dramaturgia, priorizamos a visualização a partir do som e voz da atriz-autora, que se desdobra em diferentes narradores e personagens, com a ajuda de um minucioso trabalho de composição de trilha e efeitos.

RASGO, UMA PEÇA RADIOFÔNICA

Dramaturgia, voz, trilha e edição:
Rejane Arruda @rejanearrudare

Assistência:
Fagner Soares @ fagner.soaresss

Produção vocal para trilha sonora:
Fagner Soares, Juliana Neves @ jujuba_juliananeves e João Victor Bisi @ bisi_victor

Produção:
Associação Sociedade Cultura e Arte SOCA e Cia Poéticas da Cena Contemporânea @socabrasil

Realização:
Renza Luiza Nascimento @re.neko

Apoio:
Fundo Municipal de Cultura e Prefeitura de Vila Velha (ES) através da Lei Aldir Blanc.