QUEM TEM MEDO DE PLINIO MARCOS?

Teatro Carlos Gomes, Vitória/ES, 2016.

Mostra FRINGE, Festival de Teatro de Curitiba/PA, 2016.

Montagem fragmentada a partir de materiais esparços do dramaturgo brasileiro Plinio Marcos. A palavra entra como tecitura em jogo com a imagem, o corpo, o som, as projeções. Foram utilizados fragmentos de "Querô", "Abajur Lilás",  "Quando as máquinas param", "Barrela" e "Mancha Roxa".

 

Direção Rejane Arruda.

Foto QMPM 1.jpg
Foto QMPM 5.jpg
Foto QMPM 4.jpg
FOTO_3_crédito_joão_mendes.png
quem-tem-medo-de--plnio-marcos_260926239
brenda e lorena quem-tem-medo-de--plnio-

Fotografia João Mendes / Lina Sumizono / Frames de registros em vídeo